compras na internet

Homens gastam mais em compras pela internet

Os internautas brasileiros gastam em média R$ 343,00 em cada compra. Já as mulheres gastam, por compra, R$243,00. Mesmo a média de homens e mulheres nos gastos com produtos na rede já bate a média de R$292,00. Os dados fazer parte de uma pesquisa nacional feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

65% compraram produtos com cartão de crédito, fazendo em média cinco parcelas.

compras na internet
Foto: Google

45% fizeram apenas uma parcela no cartão de crédito.

53% dos consumidores optaram por comprar com boleto bancário.

Ferramentas como PayPal, Moip e Pag Seguro foram usados por

31% da amostra e somente 9% fizeram compras por meio de vale-presentes.

Quem optou em pagar à vista, 44% relataram ter conseguido algum desconto.

O que se compra na internet

Vestuário, ingressos, livros e celulares lideram ranking; um quarto teve problemas com as compras.

Considerando os últimos três meses, os itens mais comprados foram: vestuário, calçados e acessórios (35%), ingressos para shows, teatro, cinema e eventos esportivos (27%), livros – sejam eles físicos ou digitais (27%)-, celulares (24%), produtos eletrônicos (24%), artigos para casa (24%), remédios ou produtos para saúde (22%) e cosméticos e perfumes (21%). A maior parte das compras é feita por meio de computadores ou notebooks (67%), mas 21% já utilizam os smartphones para comprar online.

Quem lidera na venda de produtos

81% são de sites de grandes redes varejistas.

42% são dos classificados de compra e venda.

30% dos sites especializados em roupas, sapatos e acessórios.

28% dos sites de ofertas e desconto.

28% dos sites internacionais é a preferência dos compradores online.

Satisfação nas compras pela Internet

87% internautas ficaram satisfeitos com a sua última aquisição na internet.

4% ficaram insatisfeitas ou arrependidas com a experiência.

26% dos compradores online disse ter enfrentado algum problema ao realizar uma compra pela internet nos últimos 12 meses, sendo que os contratempos mais comuns foram à entrega fora do prazo (11%), não receber o produto (6%) e receber algo diferente do que havia comprado (6%). Há, ainda, 4% de pessoas que receberam o produto danificado.

37% não conseguiram ter o problema resolvido e arcaram sozinhos com o prejuízo.

60% garantiram ter conseguido solucionar o problema, geralmente com a devolução do dinheiro investido (26%) ou com a troca do produto (11%).

97% tomam cuidado para fazer compras online; nota para segurança é 7,9, de 1 a 10.

Embora a nota seja elevada, apenas 20% dos entrevistados garantem sentir-se totalmente seguros para fazer compras na internet.

Os especialistas do SPC Brasil também alertam que os empresários varejistas que atuam na internet devem encarar o investimento em segurança digital como um dos pilares de seu negócio.

97% dos compradores tomam algum tipo de cuidado, como sempre comprar em sites conhecidos ou indicados (60%), imprimir ou arquivar todos os passos de compra, inclusive e-mails de informação

(40%) e evitar cadastrar dados do cartão de crédito para compras futuras (37%).

O que se evita comprar na internet

A contratação de seguros (27%),
Jóias (27%), bebidas (16%),
Remédios ou produtos para a saúde (16%),
Produtos eróticos (15%) são as categorias de produtos que mais afastam os consumidores nas compras pela internet.
Fonte: CMDL – Metodologia/A pesquisa ouviu 673 internautas nas 27 capitais. A margem de erro é de 3,4 pontos a uma margem de confiança de 95%.
Faça o teste e descubra se você é um bom comprador online.

Deixe uma resposta