Miriam.leitao atacada por petistas

Mirian Leitão mentiu, segundo carta de passageiro

Por Edson Pereira Filho
A jornalista e comentarista de economia da Rede Globo, Míriam Leitão declarou que foi agredida verbalmente por petistas, durante voo de Brasília para o Rio de Janeiro. A “violência” verbal foi praticada no último dia 3 de junho, porém só divulgada em nota pela jornalista hoje, 13/06.
Ela afirma que “foram duas horas de gritos, xingamentos, palavras de ordem contra mim e contra a TV Globo”, descreve. ”Não eram jovens militantes, eram homens e mulheres representantes partidários. Alguns já em seus cinquenta anos. Fui ameaçada, tive meu nome achincalhado e fui acusado de ter defendido posições que não defendo”.
Porém, um dos passageiros que estava no voo da jornalista, Rodrigo Mondego, publicou uma carta em seu Facebook (e um vídeo do voo) narrando oposto do que disse a jornalista, veja:

Cara Miriam Leitão,

A senhora está faltando com a verdade!

Eu estava no voo e ninguém lhe dirigiu diretamente a palavra, justamente para você não se vitimizar e tentar caracterizar uma injúria ou qualquer outro crime.

O que houve foram alguns poucos momentos de manifestação pacífica contra principalmente a empresa que a senhora trabalha e o que ela fez com o país. A senhora mente também ao dizer que isso durou as duas horas de vôo, ocorreu apenas antes da decolagem e no momento do pouso.

Se a carapuça serviu com os gritos de “golpista”, era só não ter apoiado a ação orquestrada por Eduardo Cunha e companhia, simples.

E seja sincera, a senhora odeia o Partido dos Trabalhadores e o atacou das mais diversas formas na última década, aceitando inclusive se aliar com os que antes foram seus algozes na ditadura militar.

Deixe uma resposta